Acessibilidade

Empresa incubada Nortronic faz equipamento para rastrear animais silvestres

Há dois anos e meio trabalhando com rastreamento de animais silvestres, a Nortronic (Sistemas Eletrônicos do Nordeste), empresa incubada na Inova Metrópole (Instituto Metrópole Digital/UFRN), está, este ano, dando maior ênfase ao rastreio via satélite. Segundo o engenheiro Jean Paul Dubut, CEO da incubada, existem dois tipos de tecnologias utilizadas no rastreamento de animais: através de transmissores em VHF e via satélite.

Na tecnologia em VHF o pesquisador equipa um animal e sai a campo com antena e receptor, enquanto no modo via satélite eles utilizam um GPS, que identifica a localização do animal. Embora seja mais caro, o equipamento utilizado via satélite é mais confortável, garante Jean Paul. Segundo ele, um equipamento desse, importado, tem o custo muito alto, em torno de $ 2.800 a $ 3.000,00 dólares, enquanto que o fabricado pela Nortronic custa em torno de R$ 3.500,00 a R$ 4.000,00 mil reais, dependendo do modelo e do tipo de fixação.

A Nortronic fabrica o equipamento e vende aos grupos interessados na pesquisa e na captura do animal. Trata-se de um pequeno transmissor que fica na coleira, colocada no animal. Mas esse dispositivo é feito em função da espécie animal. Na tartaruga, por exemplo, não é colocada coleira, mas um pequeno transmissor no seu casco.

northtronic
Coleira com GPS/Globalstar

Nesse momento, a empresa está trabalhando no rastreamento de uma onça, no Mato Grosso do Sul, feito por um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Eles acompanham uma onça do Rio Negro. Nesse caso, afirmou, já foram rastreadas seis onças.

A empresa, no entanto, já fez equipamento para instituições como a FMA (Fundação de Mamíferos Aquáticos) para rastreamento do Peixe Boi. Nesse caso, frisou, já foram rastreados seis animais. Ao todo foram criados 20 colares para grupos e instituições de todo o Brasil. “Para animais menores, como a tartaruga, já foram fabricados uma centena de rastreadores”, exemplificou Jean Paul.

northtronic2
Onça com coleira Nortronic com GPS/Globalstar

Eles fabricam desde equipamento para captura de animais, até a parte de transmissores e receptores para que o pesquisador possa receber os dados necessários à pesquisa. A Nortronic ainda tem capacidade de fabricar equipamentos para animais de pequeno porte, como os saguis, por exemplo.

O grande diferencial da nossa empresa, é que atendemos uma necessidade do mercado e depois damos manutenção do equipamento”, disse Jean Paul. A Nortronic é formada pelos engenheiros Jean Paul Dubut (francês naturalizado brasileiro) e Raphael Dantas Ciríaco (brasileiro) e pelo biólogo José Eduardo Montovan.

Vídeo Institucional