Acessibilidade

Bacharelado em Tecnologia da Informação

Informações sobre o BTI

O Curso de Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI) é um curso de graduação interdisciplinar ofertado a partir de 2013 pelo Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Inicialmente, o IMD nasceu como um projeto em 2009, sendo transformado em instituto em 2011, passando a funcionar como uma Unidade Suplementar da UFRN. O IMD integra inclusão social e digital de jovens desde o ensino técnico até a pós-graduação, associando pesquisa, extensão e inovação (através de ações como a incubação de empresas de base tecnológica), com vistas a transformar o Instituto em um centro de excelência na área de Tecnologia da Informação (TI).

O Bacharelado Interdisciplinar (BI) é uma proposta relativamente nova de Educação Superior. Legalmente, ele está amparado pelo Parecer CNE/CES no 266/2011. No Brasil, essa modalidade de curso superior começou a ser ofertada em 2005, com a criação da Universidade Federal do ABC (UFABC), que tem em sua filosofia a proposição de uma matriz interdisciplinar de formação. Nesse segmento, um BI se baseia em um regime de ciclos no qual a formação completa do estudante é dividida em três ciclos: Bacharelado Interdisciplinar, Formação Profissional e Pós-graduação.

Esse tipo de formação superior se caracteriza pela flexibilidade da organização curricular. A partir do cumprimento de componentes curriculares obrigatórios, os discentes podem criar uma combinação própria de componentes curriculares optativos, de acordo com as suas necessidades, interesses e méritos acadêmicos. Para tanto, deverão considerar as competências e habilidades profissionais que desejam desenvolver e aprimorar. Conforme Fava (2013, p. 73), “Esse novo modelo, que se propõe, leva ao abandono da passividade do acadêmico e exige do docente orientação clara no percurso de aprendizagem”.

Nesse sentido, o Bacharelado em Tecnologia da Informação da UFRN segue as premissas apresentadas para um Bacharelado Interdisciplinar, tendo como área de conhecimento principal a Tecnologia da Informação. O BTI representa o primeiro ciclo desta formação com ênfases de livre escolha ao discente (Sistemas Embarcados, Sistemas de Informações Gerenciais, Informática Educacional, Ciência da Computação, Engenharia de Software e Tecnologia da Informação e, em 2015, Redes de Computadores e Bioinformática).

O Bacharelado com ênfase em Engenharia de Software do IMD viabiliza as aptidões necessárias para que o estudante encontre soluções em:

  • Processos de ciclo de vida e desenvolvimento de software;
  • Metodologias para análise, projeto, codificação, verificação, validação, teste e manutenção de softwares;
  • Garantia e qualidade de software;
  • Gerenciamento de projetos de software.

 

Ficou interessado pela área, mas não está certo sobre a ênfase? Então conheça as demais opções! O IMD oferece oito possibilidades de se inserir no Mercado de TI. Você também conta com um sistema de ensino flexível, que lhe permite experimentar as demais ênfases e montar um perfil profissional versátil e diferenciado.

A ênfase em Ciências da Computação capacita o estudante para o desenvolvimento de tecnologias voltadas à criação de diversos produtos, como:

  • Algoritmos eficientes;
  • Computação gráfica;
  • Inteligência Artificial;
  • Redes de computadores.

 

Achou interessante, mas prefere analisar melhor as opções? Conheça as demais ênfases! O IMD oferece oito possibilidades de se inserir no Mercado de TI. Você também conta com um sistema de ensino flexível, que lhe permite experimentar as demais subáreas para desenvolver o seu potencial ao máximo.

O Bacharelado com ênfase em Sistemas de Informações Gerenciais pode ser exatamente o que o mercado local precise para se desenvolver. Ao final do curso, você terá habilidades em:

  • Projeto, construção, manutenção, modernização e gerenciamento de sistemas corporativos para instituições públicas e privadas;
  • Tecnologia da informação e comunicação aplicada à Gestão Organizacional;
  • Gestão de processos de negócios;
  • Gerenciamento, monitoramento e análise de Informações.

 

Gostou da proposta? Quer saber mais? Visite as demais ênfases! São oito ênfases, inseridas em um Sistema de ensino diferenciado que lhe permite experimentar as demais áreas, diversificando o seu conhecimento e possibilitando o destaque no mercado de trabalho.

O Curso BTI com ênfase em Informática Educacional forma profissionais com diversas competências:

  • Desenvolvimento de softwares educativos;
  • Desenvolvimento de materiais didáticos;
  • Elaboração de projetos envolvendo informática e Educação;
  • Promoção da Educação a distância e de inclusão Digital.

 

Interessante, não é mesmo? Conheça as demais ênfases que o IMD oferece. São oito possibilidades, com um sistema de ensino diferenciado, que lhe permite montar um perfil versátil e diferenciado no mercado de trabalho.

A ênfase de Programação de Jogos Digitais capacita profissionais a desenvolver ferramentas divertidas, interativas e imersivas, tais como:

  • Jogos digitais para entretenimento;
  • Jogos sérios e simulações;
  • Sistemas gamificados.

 

Se interessou pela área? Quer saber mais? Conheça as demais ênfases do BTI. Aqui o estudante conta com um sistema de ensino diferenciado, que lhe permite experimentar as demais ênfases durante o curso, enquanto define o seu perfil no mercado de trabalho.

A ênfase em Bioinformática prepara profissionais com interesse em desenvolver análises de informações da Biologia, baseados na tecnologia da informação, tais como:

  • Trabalho com dados biológicos experimentais;
  • Modelagem de sistemas biológicos;
  • Simulação e visualização de princípios biológicos em computador;
  • Processamento de grande quantidade de informações genômicas oriundas de sequenciamento de DNA.

 

Surgiu uma curiosidade e deseja saber mais sobre outras opções? Conheça as demais ênfases do BTI. Aqui o estudante conta com um sistema de ensino diferenciado, que lhe permite experimentar as demais ênfases durante o curso, visando sempre formar profissionais qualificados.

A ênfase em Sistemas Embarcados é ideal para quem busca atividades voltadas ao desenvolvimento de sistemas computacionais e dispositivos como:

  • Tablets, smartphones;
  • Eletrodomésticos;
  • Automação industrial;
  • Automóveis;
  • Aviões;
  • Robôs.

 

Tentador, não acha? Conheça as demais ênfases do BTI e analise qual a melhor opção para você. Aqui o estudante conta com um Sistema de ensino diferenciado, que lhe permite experimentar as demais ênfases durante o curso.

A ênfase em Redes de Computadores é ideal para quem pretende atuar com o desenvolvimento de sistemas computacionais e dispositivos como:

  • Administração, instalação e configuração de Data Centers;
  • Redes de nova geração;
  • Programação de Kernel;
  • Perícia Forense;
  • Simulação e avaliação de desempenho.

 

Se interessou pela área? Então conheça as demais ênfases do BTI e descubra qual é a área da TI que você mais se identifica. E se ficar na dúvida, não tem problema! Aqui o estudante conta com um sistema de ensino diferenciado, que lhe permite experimentar as demais ênfases durante o curso.

A partir dessa formação em primeiro ciclo, o discente do BTI é estimulado a dar continuidade aos seus estudos e/ou atuar no mercado profissional, seja fora do Instituto ou participando de empresas incubadas no próprio IMD. Desta forma, o discente pode ingressar nos cursos de segundo ciclo oferecidos pela UFRN na área (Ciências da Computação ou Engenharia de Software), obtendo uma formação profissional mais específica, em no mínimo 1 (um) ano de estudos, dependendo do curso. Adicionalmente, o discente pode seguir sua formação em terceiro ciclo ingressando em cursos de pós-graduação oferecidos pelo próprio Instituto ou por departamentos parceiros do IMD com mestrado e doutorados profissionais e/ou acadêmicos na área de Tecnologia da Informação.

Acesso ao Bacharelado em Tecnologia da Informação

O acesso ao Bacharelado em Tecnologia da Informação se dá através das seguintes formas regulares de ingresso com normas especificamente definidas pelo CONSEPE e válidas apenas para o processo seletivo do ano em referência:

  1. sistema de seleção unificado para ingresso no ensino superior com normas definidas a cada ano, em concordância com as diretrizes do Ministério da Educação, para este fim, atualmente correspondente ao Sistema de Seleção Unificada – SiSU;
  2. reocupação de vagas que se apresenta como forma de ingresso para preenchimento de vagas residuais, definidas por edital específico para este fim com normas estabelecidas no Regulamento de Cursos de Graduação da UFRN nos artigos 144, 145 e 146;
  3. reingresso de graduado que se apresenta como forma de ingresso acessível aos portadores de diploma de curso de graduação legalmente reconhecido com normas estabelecidas no Regulamento de Cursos de Graduação da UFRN nos artigos 158,159 e 160;
  4. processo seletivo específico a partir dos cursos técnicos do Instituto Metrópole Digital, com normas próprias estabelecidas pela Resolução n° 060/2014, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE). A cada ano será lançado edital com número de vagas estabelecido a partir do número de vagas residuais para o curso.

PPC – Tecnologia da Informação e Anexos do PPC/BTI/UFRN.

Coordenação

Gustavo Girão Barreto da Silva – Coordenador
André Luiz de Souza Brito – Coordenador Adjunto

Núcleo Docente Estruturante

Charles Andryê Galvão Madeira
Daniel Sabino Amorim de Araújo
Gustavo Girão Barreto da Silva
Lucélio Dantas de Aquino
Dennys Leite Maia
Edgard de Faria Correa
Eiji Adachi Medeiros Barbosa
Lourena Karin De Medeiros Rocha
Marcel Vinicius Medeiros Oliveira
Silvio Costa Sampaio
 
 
Colegiado do Curso
Daniel Sabino Amorim de Araújo
Gustavo Girão Barreto da Silva
João Carlos Xavier Júnior
Fernando Marques Figueira Filho
José Guilherme da Silva Santa Rosa
André Luiz de Souza Brito
André Maurício Cunha Campos
Beatriz Stransky Ferreira
Charles Andryê Galvão Madeira
Eduardo Nogueira Cunha
Sílvia Maria Diniz Monteiro Maia 
Isabel Dillmann Nunes
Silvio Costa Sampaio
Sérgio Queiroz de Medeiros
Pedro Raoni Idalino Silva (discente)
Gelly Viana Mota (discente)
 

Secretaria do BTI

Diego Filipi Maia de Oliveira (servidor)
Helena Velcic Maziviero (servidora)
Jocineide Silva da Costa (funcionária)
Giliane Maria da Conceição Barbosa (bolsista)
Reginaldo de Oliveira Neto (bolsista)

Contatos
E-mail: coordenacao-bti@imd.ufrn.br
Telefone: (84) 3342-2216 – Ramal 138
Horário de atendimento: 08h às 12h e 14h às 21h.

Vídeo Institucional