Acessibilidade

Instituto Metrópole Digital

CONHECENDO O INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL

O Instituto Metrópole Digital (IMD) é uma Unidade Suplementar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), criado em 2011, que atua na formação de pessoal de nível técnico, superior e na pós-graduação, cujas ações integram a inclusão social e digital de jovens do ensino básico até a pós-graduação. Somam-se a isso, ações de pesquisa e inovação tecnológica e incentivo à cultura do empreendedorismo, que resultou na criação da Inova Metrópole, incubadora de empresas de base tecnológica na área de Tecnologia da Informação (TI). O IMD tem como meta fomentar a criação de um polo tecnológico no Rio Grande do Norte, abrangendo iniciativas do setor público, privado e acadêmico.

Funcionando em duas unidades físicas – Centro Integrado de Vocação Tecnológica (CIVT) e Núcleo de Pesquisas e Inovação em Tecnologia da Informação (NPITI) – o Metrópole Digital também desenvolve ações de inclusão digital voltadas para as escolas públicas da Grande Natal, através da Rede Giga Metrópole, cujo objetivo é criar uma rede metropolitana para interligar 630 escolas estaduais e municipais.

Para cumprir suas metas, o IMD conta com uma equipe de professores, técnicos e bolsistas.

Unidades Físicas

O IMD possui duas unidades físicas: o Centro Integrado de Vocação Tecnológica (CIVT), com área total de 8.033,73 m², onde funcionam a administração do Instituto e os cursos técnicos, de graduação e pós-graduação; e o Núcleo de Pesquisas e Inovação em Tecnologia da Informação (NPITI), com área de 1.603,78 m², onde funcionam 12 laboratórios. O Instituto atua de forma a contribuir para a consolidação da infraestrutura de pesquisa, ensino e extensão em TI na UFRN e no estado, tornando esta instituição uma referência de excelência na área dentro da região e no Brasil.

Formação em TI

No nível técnico, a formação está associada a um processo de inclusão digital, onde 70% do total das vagas disponibilizadas nessa área são destinadas aos alunos do ensino público, e busca atrair jovens que possuam potencial talento para a área de TI com ênfases em Desenvolvimento de Software e Hardware. Na modalidade semipresencial, são ofertados os cursos com habilitações em Informática para a Internet, Redes de Computadores, Eletrônica e Automação Industrial, distribuídos em quatro polos: Caicó, Mossoró, Angicos e CENEP (Centro Estadual de Educação Profissional Senador Jessé Pinto Freire), além do Campus Central, em Natal.

No nível superior, foi implantado no primeiro semestre de 2010 o curso de graduação em Engenharia de Software, estruturado de modo a oferecer uma formação mais flexível e rápida, com um núcleo comum de disciplinas na primeira metade do curso e disciplinas específicas de uma ênfase na outra metade. A partir de 2013, essa oferta foi ampliada com um novo curso o Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI) que passou a ser a porta de entrada para Engenharia de Software, Ciência da Computação e outras ênfases de formação específica.

Rede Metrópole Digital e Telecentros

Rede Metrópole Digital é uma rede sem fio, implantada na Região Metropolitana de Natal, que será constituída de nove torres e equipamentos de transmissão sem fios. Cinco torres estão instaladas nos municípios de São José de Mipibu, Extremoz, Mãe Luiza, São Gonçalo do Amarante e Macaíba e as demais estão sendo instaladas em Tibau do Sul, Ceará-Mirim, Vera Cruz e Natal.

Conectada a essa rede, vários telecentros estão em processo de instalação em escolas ou centros comunitários existentes nos bairros e comunidades da região metropolitana da Grande Natal, para permitir o acesso à internet com banda larga através da rede de comunicação sem fio. São 33 telecentros, dos quais 29 estão instalados, nove com conectividade à internet e 20 aguardando o término das obras para interconexão. Os quatro restantes aguardam obras de adequação dos espaços físicos para que possam ser instalados os equipamentos.

A instalação dos telecentros visa dar suporte às ações de formação do Metrópole Digital, além de contribuir de forma decisiva para a inclusão digital das camadas menos favorecidas da população, que passarão a ter acesso gratuito e garantido aos serviços de uma rede de Internet.

Pesquisa e Inovação

Com a instalação do Núcleo de Pesquisa e Inovação em Tecnologia da Informação (NPITI), a pesquisa e a inovação no Instituto Metrópole Digital se consolidam. Foram criados laboratórios de pesquisa, envolvendo cerca de 40 pesquisadores da
UFRN, lotados nos departamentos de Engenharia de Computação e Automação, Engenharia Elétrica e Informática e Matemática Aplicada. A sua atuação é voltada para o desenvolvimento de sistemas embarcados e computação ubíqua, desenvolvendo pesquisas em áreas como robótica, instrumentação, processamento inteligente da informação, microeletrônica, engenharia biomédica e informática industrial. O CIVT também conta com laboratórios próprios, sob a responsabilidade de pesquisadores do IMD e do Departamento de Informática e Matemática Aplicada, com foco em atividades de linguagens e métodos formais, engenharia de linhas de produtos de software, verificação de software, jogos, TV digital, redes e middleware.

Incubação de Empreendimentos

Somado à formação em TI de amplo espectro, que vai desde o software ao hardware à pesquisa aplicada direcionada ao mercado e à sociedade, o IMD tem por proposta fomentar um polo de TI, onde um. Este polo tem sua semente plantada e ancorada em um Processo de Incubação de Empreendimentos, que resultou na criação da Inova Metrópole, primeira empresa incubada do IMD, que tem entre seus objetivos apoiar e promover a transferência de tecnologia e a transformação de ideias em negócios, incentivando a formação de empresas inovadoras em TI no RN, oriundas das instituições de ensino, das empresas, de inventores independentes e da comunidade em geral, que são prospectadas para que possam ser aprimoradas dentro da estrutura do Instituto e, posteriormente, lançadas ao mercado. Atualmente a Inova Metrópole conta com 10 empresas incubadas e 9 pré-incubadas.

O resultado final é a geração de novos valores financeiros e de capital humano para a sociedade, através da criação de novos postos de emprego de qualidade e produtos inovadores.

Vídeo Institucional